Olha eu...

Frescos e fofos

De raspão

Dahhh!!!

Pois é....

Regressos

Escuteirices

Teresa

E se eu voltasse a ser me...

As princesas certinhas e ...

Dahhhh...

Para quem pode

Memórias

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

Lilypie 6th to 18th Ticker
Lilypie 6th to 18th Ticker
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Foi estranho

Fomos amigas durante muitos anos.

Aliás ela era a minha amiga mais antiga pois brincámos juntas desde os quatro anos. Partilhámos a mesma sala de aula durante 6 anos, entrámos juntas para os escuteiros e quando as nossa opções nos afastaram arranjámos maneira de sempre nos voltarmos a juntar.

Foi com ela que partilhei muitas alegrias e tristezas, no tempo em que ainda não existiam telemóveis, e em que ocupávamos durante pelo menos duas horas o telefone lá de casa para desespero das nossas mães que pagavam a conta.

Partilhámos os primeiros amores e desamores.

Éramos amigas.

Conhecia os seus defeitos da mesma forma que ela conhecia os meus. Eram contornados na medida do possível, conviviamos com eles, dávamos "o desconto" aqui e ali.

Eu nunca tive muitos amigas. Uma mão cheia deles(as) mas mantive-os durante muito tempo (alguns ainda mantenho felizmente). Na vida dela entraram e sairam catadupas de amigos e amigas que mais cedo ou mais tarde acabaram por se afastar. acabaram por não dar "o desconto".

Quando me casei e lhe enviei o convite para que partilhasse comigo tão importante dia nunca pensei que ela reagisse como reagiu. Não me deu resposta. Limitou-se a dizer ao meu irmão que não tinha dinheiro para prendas, não lhe apetecia gastar dinheiro em coisas futeis porque queria comprar um carro.

Confesso que a atitude dela me supreendeu e me magoou.

A partir daí não houve mais desconto. Algo se quebrou e a distância a que a minha mudança de cidade impos separou-nos de vez.

No ultimo fim de semana cruzei-me com ela na rua.

Olhámos uma para a outra.

Eu reconheci-a e ela reconheceu-me.

Continuámos em frente.

Os nossos caminhos cruzaram-se mas as nossas vidas não.

 

 

Tou...: Foi mesmo estranho...
tags: , ,


12 comentários:
De Anjos a 16 de Abril de 2009 às 01:23
Já me aconteceu o mesmo, é um vazio que dói, pensar que aquela pessoa era como que uma irmã para nós...


De Migas a 16 de Abril de 2009 às 22:35
Já nem sinto o vazio... deixou mesmo de fazer parte da minha vida-
Beijinho


De Maria São Matos a 16 de Abril de 2009 às 01:36
eu nã fui... pois nem me disses-te que vinhas cá abaixo do Tejo, que má... :-(
bom fiquei triste...
bjs
Maria


De Migas a 16 de Abril de 2009 às 22:46
Pois não! Tu foste ao meu casamento e foste imprescindivel! Lembras-te que foste tu que me telefonaste a dizer que o F. já tinha chegado, que não o deixavas fugir e que eu podia sair de casa?
Entre muitas outras coisas, claro!!!
Mas tu sabes de quem eu falo. E sabes que não estou a exagerar...
Estive aí mas quase não saí de casa porque o mais pequeno estava com amigdalite. Só fui à procissão do Senhor Morto. E cheguei na 6ª à tarde e saí no domingo depois do almoço porque 2ª trabalhou-se.
E pensei que estivesses ocupada e longe, aí pelos teus lados.
Estou a ver se consigo uns dias para passar no Alentejo com mais tempo. Mas esta minha vidinha...
mas não estejas triste comigo amiga não foi por mal e prometo que não se repete.
Beijo grande


De kiko_julho_2005 a 16 de Abril de 2009 às 10:05
Sempre ouvi dizer que as pessoas por dinheiro faziam coisas esquisitas!!! Mas perder uma amiga por causa de uma prenda de casamento?????!!!! Beijinhos


De Migas a 16 de Abril de 2009 às 22:47
Eu queria lá saber da prenda! E mesmo que ela fizesse questão não é por meia duzia de tostões que se deixa de comprar um carro.


De mamaepedro a 16 de Abril de 2009 às 10:16
Tenho duas situações assim, que penso muitas vezes nisso, mas só significa que afinal não eram mesmo nossas amigas e vice versa.

Beijokas


De Migas a 16 de Abril de 2009 às 22:48
Ou que se passaram de vez... ou que no fundo há ali uma pontinha de inveja...


De Estupefacta a 16 de Abril de 2009 às 14:04
Ó pá, ja me aconteceu uma igual e há bem pouco tempo. Só nos falámos porque íamos chocando uma com a outra. O que achei estranho foi a outra senhora não conseguir fixar o olhar no meu...
A tua vida continuou.... Há coisas que de facto não se percebem e, quando assim é, contornam-se e seguimos em diante.
Beijinho


De Migas a 16 de Abril de 2009 às 22:49
Pois... é estranho... eu avisei que era!


De TiBéu ( Isa) a 17 de Abril de 2009 às 00:29
Desculpa de entrar sem pedir licença, mas já agora vou dar a minha opinião. Tú podias ser amiga, mas ela não ... porque se o fosse não reagia assim. Se não podia ir ao casamento dizia-te directamente e agora pelo menos dizia um olá
. Bj e desculpa a colherada que dei


De Migas a 17 de Abril de 2009 às 23:15
Sê muito bem vinda aqui ao estaminé!
Passa sempre que quiseres pois colheradas são sempre bem vindas~!
Beijinhos


Comentar post

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O signo da mamã

Tic Tac

Sala de visitas

Cuscar e espiolhar

 

Online