Olha eu...

Frescos e fofos

De raspão

Dahhh!!!

Pois é....

Regressos

Escuteirices

Teresa

E se eu voltasse a ser me...

As princesas certinhas e ...

Dahhhh...

Para quem pode

Memórias

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

Automaticamente

Sinto-me a viver no éter. Há momentos em que tudo parece irreal... outros há de uma nitidez assustadora...

 

Vivo como um autómato. Trabalho porque tenho que trabalhar, ando de um lado para o outro porque tenho que andar, faço tudo como esperam que faça.

 

Mas a minha cabeça não está aqui. O meu mundo está em suspenso. Está parado no tempo. Mudou o eixo sobre o qual rodava o meu mundo, deixou de ser a normalidade, a rotina, o adquirido. O mundo lá fora gira, e continua e arrastar-me. Mundos suspensos como o meu há uma infinidade...

 

Isto não faz sentido. Nem as palavras estão a fazer sentido.

Um cantinho que foi criado para ser um local leve, bem disposto, onde eu falaria dos meus Piohos está a tornar-se nisto... está tão cinzento... mas eu agora não consigo mais. Desculpem-me os desabafos. Aqui não preciso de me mostar normal, aqui posso ser eu...

 

Tou...: Eu não sei o que sinto
tags:

publicado por Migas às 23:19

link do post | Colecção de pérolas

De Lua de Sol a 17 de Janeiro de 2008 às 02:48
Olá, amiga!
Fazem, fazem todo o sentido...
Se não estivesses como um autómato é que seria estranho, digo eu...
Não dá vontade de comer, de desperdiçar atenção em banalidades e nem em nada... Trabalha-se, faz-se o que se tem a fazer e não apetece fazer nada, não apetece estar em sítio algum... Era bom voltar há uns tempos atrás, em que tudo parecia normal e descomplicado. As emoções baralham-se... Tanto dá tristeza como inércia... Mas a força interior leva-nos a agir, mesmo como autómatos, é o espírito da sobrevivência. Melhores dias virão. O que importa é que seja uma cirurgia ou um tratamento se comece a processar. Quanto mais rápido melhor!
E melhores dias virão... A sério!
Agora, quem é que está à espera que isto desta tua casinha amarelinha esteja sempre com ar sorridente?! Eu não! Gosto de ti porque és boa pessoa, divertida (também) mas humana... E os humanos riem e choram!
Venho cá quando ris, para me rir contigo.
Venho cá quando estás triste, para te dar força.
Também me podes visitar no meu cantinho azul ou no mail...
Conta comigo!
Uma grande beijoca, repleta de pózinhos mágicos...


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Cuscar e espiolhar