Olha eu...

Frescos e fofos

De raspão

Dahhh!!!

Pois é....

Regressos

Escuteirices

Teresa

E se eu voltasse a ser me...

As princesas certinhas e ...

Dahhhh...

Para quem pode

Memórias

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

Sozinhos

Às vezes, no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado, juntando
o antes, o agora e o depois
por que você me deixa tão solto?
por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho!

Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho meus segredos e planos secretos
só abro pra você mais ninguém
por que você me esquece e some?
e se eu me interessar por alguém?
e se ela, de repente, me ganha?

Quando a gente gosta
é claro que a gente cuida
fala que me ama
só que é da boca pra fora
ou você me engana
ou não está madura
onde está você agora?
                                                                                         Caetano Veloso
Este fim de semana fiquei a saber que um casal que conhecemos se separou. Por muitos motivos... mas principalmente, pensamos nós (eu e o F.) porque o amor acabou, porque eles deixaram de fazer sentido juntos...
Não eram um casal que nos fosse muito próximo, mas foram ao nosso casamento e nós também fomos ao deles... conhecidos...
Para ajudar à festa, um outro casamento, de pessoas que nos são bem mais próximas, está muuuuiiiitoooo tremido...
Porquê?
Porque o tempo nos afasta um do outro...
Porque achamos que o que temos está ali e dali não sai...
Porque, volta e meia, nos esquecemos de "cuidar", de não "deixar tão solto"...
Porque ao virar de uma esquina qualquer pode haver alguem que "de repente me ganha"...
Porque, às vezes estamos sozinhos no meio de tanta gente...
Sempre gostei desta música.
Fiz o F. prometer-me que se algum dia não soubesse onde eu estava, me perguntava, não deixava a "coisa" andar, para não chegarmos ao ponto de não retorno. Prometi fazer o mesmo. É que até pode haver casamentos traçados no céu, mas todos eles saõ construidos na terra.
E barbas do vizinho a arder...  
                                                           (bate na madeira! lagarto, lagarto, lagarto!)
Tou...: enamorada do "mê amori"
tags: ,


Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Cuscar e espiolhar