Olha eu...

Frescos e fofos

Escuteirices

Habilidades

Um novo ano lectivo

Rentrée

Às vezes dá jeito amuar

Estou garantida!!!

Fim de Semana

3º Periodo

Técnica (quase) infalível

Low... mais ou menos... a...

Memórias

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags


Domingo, 30 de Março de 2008

Horton

Tínhamos prometido aos miudos que hoje íamos sair e cumprimos.
De manhã fomos à missa, a outra igreja que não a da nossa paróquia. Lá a música costuma ser mais  animadita e o Piolheco só começa a dizer vamos embora depois de Evangelho. Se for na nossa paróquia o "vamos embora" surge a meio do salmo nos dias que correm bem. Nos outros o "vamos embora"surge antes de entrar! O Piolhito é maior, já aguenta melhor a horita de missa.
No final fomos almoçar ao Shopping, desta vez ao Arrábida porque, senhores, salas de cinema no Porto é no Arrábida (isto não é publicidade paga). Batem todas as outras.
Claro que esta minha opinião é subjectiva porque também não sou uma frequentadora assidua de cinema. Não é que não goste mas quem leu isto percebe por que razão eu só tenho visto filmes de animação  nos últimos tempos. O ultimo foi o Ratatouille no Algarve durante as férias...
O filme é mais uma historiazinha mas os miudos adoraram. A mim quem me tira o Shreck... continua a ser o meu favorito. 
Depois foi uma saga até encontar um novo par de ténis para o Piolhito. As aulas começam amanhã e ele fez o favor de assassinar os anteriores. E como segunda é dia de educação física... lá vão mais uns euros com asas.´
É que fazendo as contas, com pizzas, francesinhas, sobremesas, cinema e afins chegamos à conclusão que gastámos uma pipa de massa!!!
Tou...: Ai a minha carteirinha..


Quinta-feira, 27 de Março de 2008

A minha alma tá parva!

Ontem à noite tocou o telefone.

 

-Tou..

- Tou ....inha? Sou eu. (leia-se era a minha sogra)

- Ah... sim .....inha (na Bimbolândia somos todas ...inhas nem que tenhamos 1.70m e 80Kg!), diga.

- É só para dizer que amanhã não levante os meninos da cama. Eu vou aí para sua casa para os meninos não se levantarem cedo. Está tanto frio.

- Então e vesti-los?

- Não se preocupe que eu faço isso. E também não precisa de arrumar a louça do pequeno almoço que eu dou um jeito na cozinha.

- ah... tá bem. Obrigada ...inha.

 

Click! (desligar o telefone)

 

Ãããããhhhhh?!?!?! ainda não tou a acreditar... isto deve ter sido um transplante de atitude efectuado com sucesso...

 

A minha alma ficou, e ainda está, um bocadinho parva!

Tou...: Surpreendida!
tags: ,


Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

Podia-me ter dado para pior

 

No último sábado voltei a trabalhar. Mas vim de lá com uma pica daquelas! Talvez porque o dia não foi dos mais trabalhosos...

Fiz o jantar, fiz um bolo de laranja, adiantei o almoço de domingo, pus os Piolhos de molho, continuei o meu trabalhinho no ponto de cruz e fiquei até às 2 e tal da matina a ver o filme da TVI - O diário de Bridget Jones.

(Ultimamente aos sábados à noite dão filmes que eu gostava que dessem no domingo à tarde... mas não podemos ter tudo)

 

Eu já devo ter visto o filme uma dúzia de vezes... mas é só aparecerem as primeiras cenas e lá fica a Miguitas colada ao sofá. E nem mudo de canal na publicidade não vá perder um milésimo de segundo do enredo!

 

Moral da história: ando desde sábado a cantarolar esta música.

 

Lá no emprego já consegui passar a mania a mais duas.

E aqui?!?!

Quantos é que amanhã vão passar o dia a cantarolar

 

      "out of reach, so far

      I never had your heart

      out of reach, couldn't see

      we were never meant to be" ???

 

Depois digam-me qualquer coisinha.

 

 

 

 

Tou...: isto que não me sai da cabeça
: out of reach


Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Isto é enguiço...

...só pode ser!!!

Então não é que agora que tenho o computador e a net bons, fiquei eu mal? E os piolhos também!

O Piolheco está a recuperar de uma otite que teve a semana passada.

O Piolhito acordou na 2ª feira com febre e dor de garganta. A inflamação de Domingo transformou-se um amigdalite na 2ª. Não foi ao colégio, ficou em casa a moer-me a paciência porque antibiótico+Brufen+não ir à escola= piolho a todo o gás.

Ainda andei um bocadito na net mas tive de lhe dar lugar  só para ver se ele sossegava!

Ontem fiquei com uma brutal dor de cabeça (mas todo o dia!), daquelas que atendia 2 pessoas e vinha para a penumbra do escritório, porque não aguentava as luzes e não adiantam os medicamentos. Claro que olhar para um ecran também não era tarefa fácil. Foi de tal forma, que o F quando chegou a casa jurava a pés juntos que eu tinha estado a chorar. Tadinho...

Mas vá lá... hoje foi o 1º dia desde o inicio do ano lectivo em que nenhum ficou a chorar no colégio. Deve haver algum altar sem santo, tamanho foi o trambolhão!

Por via das duvidas, tomei logo café de manhã com um analgésico. Parece funcionar. O único pormenor é que se o F ou a minha mãe descobrem que elevei para 4 o número diário de cafés, desancam em cima de mim de tal forma, que devo ficar com uma dor de cabeça maior que a de ontem.

 

 

Tou...: com dor de cabeça
tags:


Sábado, 13 de Outubro de 2007

Love is in the air

Vamos a caminho do Colégio. Eu e o Piolhito.

-Mãe, sabes o Filipe (um amigo dele mais velho) gosta da Catarina.

- Ai sim? E então? E ela, gosta dele?

- Gostava mas já não gosta. Eles andavam, mas já acabaram.

Nesta altura surge um balãozinho de pensamento sobre a minha pessoa. "Andaram, mas acabaram? Criancinhas de 8 anos?"

- Ah... - digo eu- às vezes acontece.

- Pois... mas eu estou é preocupado com o Gonçalo (outro amigo).

-Siiiiimmmmm.............

-Eu acho que ele também gosta da Catarina. Mas ele diz que não...

-Se calhar é impressão tua. Mas porque é que dizes isso?

- Porque eles às vezes estão muito juntinhos e eu aí penso "Eh pá! Eu agora não vou ali. Não quero atrapalhar a cena ao Gonçalo".

- E tu filho?

-Ah mãe eu não curto essas cenas de raparigas.

 

...

 

Entrada triunfal do PIolheco em casa...

 

-Mãe dei um beijo na boca da Sofia.

-Ah sim ?!?!?! E de quem foi a ideia?- digo eu fingindo um ar normal.

- Dos dois.

- Então ela é tua namorada.

-Já não.

-Porquê???

- Porque ela é um bocadinho chatica.

- Chatica? Com quê?

- Coisas... por causa da mãe dela!

 

Fixe!!! Tenho um que não curte cenas de raparigas e outro que com 4 anos já tem problemas com a sogra!

 

 

 

 

Tou...: muito sogra
: Love is in the air
tags:


Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

Parabéns Pai

Hoje o meu pai faz anos. 60! Um número mesmo redondinho. Infelizmente não vou poder estar o dia com ele. Blá... blá... blá... distância e tal... a lenga lenga que todos já conhecem. E tive tanto trabalho que ainda nem tive tempo de lhe ligar. Se calhar só lhe ligo quando tiver os piolhos comigo. E como eles vêm passar o proximo fim de semana vou fazer uma festa atrasada. Festa dos 60 anos e 3 dias. Com direito a bolo, velas, champanhe e tudo! Mas é surpresa... não lhe digam nada! 

 

De manhã  tive direito a mais do mesmo. Choro e dores de barriga. Mas tive que voltar costas. Teve mesmo que ser. Entro às 9h e não me posso dar ao luxo de chegar às 9.15h todos os dias. Apesar de ter um patrão espectacular que não me diz nada, pois sabe das minhas aventuras matinais, é muito chato chegar atrasada. E injusto para os outros colegas que chegam a horas!

Mas isto é fase. Aliás quando não sabemos muito bem o que fazer assumimos que "Isto é fase..."  É como os médicos... quando não sabem muito bem o que alí se passa "É vírus!".

 

 

E só mais uma coisinha... evitem a todo o custo as farmácias nos próximos dias. Com a maluqueira das vacinas da gripe, estão todas atulhadas até à rolha com velhotes a tentar aviar receitas. E lá ficamos nós eternidades à espera. Não digam que não avisei...

Tou...: Hoje é dia de festa
tags: ,


Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

E agora?

E agora?

O que é que eu faço quando ficam os dois a chorar no colégio?

Mas porquê?

O Piolheco eu já sei... é promessa. Faça eu o que fizer, ele fica sempre a chorar no colégio. E avisa que o vai fazer... deixa-me triste, mas já sei que passa. Em brincadeira com a educadora até lhe digo que preferia que a promessa fosse ir a Fátima a pé. Ao menos só durava uma semana...

Agora o que me angustia mesmo é deixar o Piolhito num choro... mas porquê????

Dói a barriga, está mal disposto, "Oh mãe não te vás embora". Mas porquê?

Ele não diz nada, quando o vou buscar à tarde está tudo bem, às vezes até refila por não poder estar mais tempo a brincar.

Faz os TPC's. Quer dizer... não é um entusiasta. Tem dias. Às vezes é um instantinho, outras tenho quase que lhe gritar aos ouvidos para se despachar e quando não tem alguma coisa bem fica numa angustia que só visto... Será???:...

E eu venho trabalhar com coração de galinha, numa pilha de nervos, não tenho paciência para aturar ninguém, na base do "tem problemas resolva-os", a sonhar saber como perceber uma cabecinha tão pequena.

Mãe sofre...

 

 

Tou...: Deprê


Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007

"Tão" medo...

Começaram as aulas dos piolhos.

E isso quer dizer que começou o corropio matinal de os levar ao colégio e estar a horas no emprego. Quer dizer que me tenho que levantar uma hora mais cedo da cama, quer dizer que tenho que fazer o jantar de véspera para os pôr na cama às 9.30, quer dizer que aumentou consideravelmente o meu grau de stress.

Quer dizer que o piolheco se levanta sempre com um "Eu não quero ir ao colégio!!!" seguido de uma lista infindável de lamúrias e de choraminguices.

E quer dizer que o mais velho entrou para a primária(oooopsssss 1º ciclo).

No entanto como o colégio é o mesmo, já conhecia cerca de metade dos colegas que ficaram na turma dele.O processo foi bastante calmo. Aliás ele é mesmo o protótipo do irmão mais velho. Mais responsável, mais calmo, na boa.

O piolheco não gosta de ficar no colégio. Não desgosta de lá estar. Ficar propriamente, a separação, é que ele não gosta. E avisa com antecedência que vai chorar. Vai o caminho todo "de trombas" e é só virar para a rua do colégio e ....... buáááááá.... buáááááá..... buáááááá. "Eu tenho tão medo..." de tudo! Um dia é da educadora, no outro dia dos livros, no outro dia dos colegas, no outro dos trabalhos e até da auxiliar que é uma querida ela diz que tem tão medo!

....

 

Até aqui isto era um rascunho que tinha gravado. Continuo sem net em casa e no trabalho não dá mto para escrever. Pra já porque tenho que ordenar ideias senão isto fica uma salsada e depois porque nunca gostei de escrever com alguem a ler por cima do meu ombro. E aqui isso acontece com facilidade. E não quero que ninguem saiba que eu tenho o blog. Cá por coisas. 

O piolhito está doente. Tem uma laringite que me valeu uma ida às urgências na madrugada de ontem. Fiquei o dia todo em casa, a "brincar às donas de casa" (quando estou em casa e não tenho nada para fazer cozinho).

Hoje está melhor, ficou com a avó´.

Isto hoje vai ficar por aqui. São horas de trabalhar. Quando a net voltar para minha casa prometo ser mais assidua. Até lá... é o que se pode arranjar. 

 

Tou...: Com o piolhito doente


Quinta-feira, 19 de Julho de 2007

Tucha


A Tucha tem seis meses mal contados. É uma gata, filha de uma gatinha, muito sossegadinha, que "só" faz companhia à mâe já velhinha de uma vizinha da minha sogra. Reparem nas aspas... só é como quem diz... de vez em quando lá se escapa,  foge da velhinha, que há muito deixou de ter pernas para correr atrás dela, e esqueira-se para os braços do mais charmoso dos gatos que ande nas redondezas. De vez em quando, lá tem a senhora uma ninhada de gatos para dar.

Mas tem lata que chegue! "Trago-lhe aqui esta gatinha, muito meiguinha, filha da gata da minha mãe para os seus netos brincarem. As crianças gostam muito de gatos." Esquerda volver! Lá vai ela, sem sequer dar tempo para que lhe digam que não. Quando os miudos chegaram do colégio, foi oficial. A partir daquele dia, havia mais uma gata lá em casa. As crianças gosta muito de gatos... e de ratos... e de cascavéis... e de escorpiões... e de girafas, golfinhos e leões amorosos!

Mas é compreensível. A gata é pequena, portátil, serve de peluche... Eles andavam um bocadinho tristes. O cachorrinho amoroso que tinham, transformou-se num monstro de 30kg, maior que eles e pouco dado a brincadeiras.

A gata é uma mimelas, não refila nada e até lhes deixa puxar o rabo.

Confesso que gosto da gata! 

Ontem, à hora do almoço o F. foi mudar a minha carrinha, que estava a trancar a dele. Entrou, ligou o motor, acelerou e nós só ouvimos um miar estridente, aflito.

O F. matou a gata! Gatos mortos não miam... o F. atropelou a gata! Foram lá ver. Eu não, que não tive coragem. Entretanto a gata fugiu para debaixo de outro carro.

"A gata tá muito mal. Se calhar temos que a matar. Mas ela não deixa ver, tá ali debaixo..."

O Piolhito começa a chorar. Quer ir ao quintal. Não o deixo. Grito com ele. Quero a todo o custon poupá-lo àquele cenário, àquele sofrimento.

Tiraram o 2º carro, desta vez com mais cuidado.

"Tá mal... tá a deitar líquido... vamos ter que a matar..."

O muido continua a chorar. Quer a gata, ainda agora andava com ela ao colo. A gata arrasta-se e esconde-se atrás de vaso. Assanhada, não deixa ninguem aproximar-se.

"Mata-se a gata? Com uma enxada?"

Gaita! Gente bruta!

A moça que passa a ferro na minha casa tira dali o miúdo. Obrigada, do fundo do coração.

Ninguem mata a gata! Não antes de eu ir ver como ela está. Fui lá. Estava com dores, encolhida. Cheguei lá, devagarinho, fiz-lhe uma festinha, falei baixinho... peguei nela. Miava com dores, mas aconchegava-se ao meu colo. O líquido era urina. Foi do susto.

Fui pô-la no ninho.Era só magoado. Dei-lhe Brufen dos miudos e obriguei-a a beber água.

Telefonei ao PIolhito a dizer que ela ia ficar bem.

Hoje ela já está melhor. Ainda coxeia, mas já tenta saltar dos bancos da cozinha para o chão.

Entretanto telefonei à amiga da amiga, que é veterinária. Brufen tá bem. Mais uns dias e fica boa.

Afinal, os gatos têm 7 vidas...

Tucha só te faltam 6... juízo!

 

 

 

 

Tou...: que susto!
tags: ,


Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

Bifanas e bejecas

Voltei.

Tamos em Julho.

Começaram as férias do pessoal, e tamos com o staff reduzido e com menos tempo para navegações na net. Daí a minha ausência.

O fim de semana passou a correr mas foi uma delicia. Não visitei ninguem, limitei-me a estar com a familia mais próxima.

Foi ver os meus piolhos a brincar com a prima mais velha (tem 4 anos) e a tentar perceber como se brinca ou o que se faz à mais nova (tem 9 meses).

 Levei-os à feira, andaram nos insufláveis aos pulos e aos saltos, malucos de todo, suados em bica... agora vamos a este mãe, agora vamos àquele mãe, agora vamos... eu sei lá onde fomos... foi uma trabalhêra!!! E tirá-los de lá só com a promessa de irem aos carrinhos.

Jantámos as famosas bifanas e bejecas. Eu sei que faz mal, que lixa o colesterol... mas...azar. Ora uma gaja que pega no gajo e nos piolhos, que se levanta da cama às 7 da matina, que faz 400km na bisga, que leva voluntariamente os miudos ao parque,  tem direito a gozar o que a feira tem de melhor!!! E quem quiser que me diga que não! Qual divertimentos de cabeça para baixo, quais carrinhos de choque qual quê?! O melhor da feira são as bifanas e as bejecas!!!

Ainda andei nos carrinhos de choque... mas a bifanita já cá cantava!

No dia seguinte foram as compras do "É a 3€ freguesa, é só escolher!!!" Já repararam na pintomania que por aí anda? Parecemos umas Minnies a preto e branco! Mas aderi, com convicção. Afinal era só a "3€ freguesa"... foi só escolher...

No domingo almoçamos em Setúbal... terra dos "tchocos frrritos"... um peixinho mesmo à maneira. E viemos embora.

No caminho ainda parámos em Fátima. Estavam lá os meus sogros, que tinham ido numa excursão (outra coisa que para ter graça tem que ter frango frito em tupperwares) e acabaram por levar os piolhos com eles no autocarro. Claro que para eles foi a cereja em cima do bolo. Para a mamã é que foi um apertozinho mais no coração...

 

E a semana tem sido trabalho, trabalho e mais trabalho.

 

Mas o grande desafio continua a ser não perder o comboio quando vamos dentro dele.

 

Tou...: um bocadinho gorda


Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Cuscar e espiolhar